Tudo começa na Terra

Tudo começa na terra e tudo acaba na terra.

Por meados de Março era já tempo de tratar da terra que vai receber os tomates e os pimentos da Horta do Sol.

Vejamos esta leira que não é usada há alguns anos. Isso significa que a terra está descansada e cheia de nutrientes, como se pode ver pela camada de matéria em decomposição.

Todo este material deve ser aproveitado. Assim, tratamos de o arrastar para o lado, permitindo-nos cavar os regos para o enterrar.

A terra estava muito fofa, por isso não será necessário cavar muito fundo. As plantas não terão dificuldade em espalhar as suas raizes. Aproveitando a abertura do rego, adicionamos o adubo orgânico.

No final, foram feitos 2 regos laterais e um central de dupla largura, o que equivale a quatro filas de plantas e dois passeios. Deixemos agora a terra repousar mais um pouco e aguardar que a chuva venha assentar a poeira.

Neste espaço iremos plantar cerca de 130 pés de tomates e mais alguns pimentos. O restante ficará no Jardim.

Penso que teremos uma boa colheita.

Sobre lubaia

I'm an Agile player and a Gardener
Esta entrada foi publicada em Terreno com as etiquetas , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s